12h30  |  Quinta-Feira  | 4 de agosto

RICARDO BALLESTERO
piano

B. KOVÁC (1937-2021)

Homenagem a Béla Bartók, para clarinete solo (1994)

B. BARTÓK (1881-1945)

Três canções folclóricas do condado de Csík (1907)

O pavão

Na feira Jánoshdia

Lírio branco

KÓKAI REZSŐ (1906-1962)

Quatro Danças Húngaras (1951)

Dança de Recrutamento 

Dança folclórica 

Dança do Luto 

Fresco

 

R. SCHUMANN (1810-1856)

Fantasiestücke op. 73 (1849)

Zart und mit Ausdruck

Lebhaft, licht

Rasch und mit Feuer

C. M. v. WEBER (1786-1826)

Grande Duo Concertante Op. 48 (1815–16)

Allegro con fuoco

Andante con moto

Rondo. Allegro

CSABA PÁLFI
clarinete

Nascido em São Paulo, RICARDO BALLESTERO é professor na Universidade de São Paulo (USP), onde leciona repertório vocal para cantores, dicção lírica, piano colaborativo e música de câmara. Atuou como professor na Universidade de Colorado-Boulder e ministrou master classes e palestras na Universidade de Indiana (Bloomington), University Musical Society da Universidade de Michigan, Conservatório Joaquín Rodrigo de Valência (Espanha), bem como em várias universidades e escolas de música brasileiras. 

Já colaborou com renomados instrumentistas como Hansjörg Schellenberger, Atar Arad, Alex Klein, Erling Blöndal Bengtsson e Ray Chen, assim como com os cantores Luis Lima, Eiko Senda, Fernando Portari, Nicholas Phan, Nikolay Didenko, Gabriella Pace, Alicia Nafe e Julie Simson. Colabora regularmente com as cantoras Adélia Issa e Kindra Scharich, o clarinetista Cristiano Alves, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Antônio Lauro Del Claro. Os seus compromissos musicais o levaram às cidades e palcos mais importantes do Brasil e também para os EUA, Alemanha, Itália, Espanha, Portugal, Canadá e Argentina. 

Como pianista preparador e ensaiador, trabalhou em diversas produções operísticas na Houston Grand Opera, Teatro Amazonas, Festival Internacional de Campos do Jordão e nos programas de ópera das universidades de Michigan e Colorado. Já atuou como pianista ensaiador para cantores como Joyce di Donato, Richard Croft, Franz Grundheber, Maria Guleghina, e Paulo Szot e para regentes como Kurt Masur, Claus Peter Flor, Joseph Flummerfelt e Patrick Summers. Acompanhou ao piano aulas e masterclasses de figuras internacionais como János Staker, Grace Bumbry, Joyce DiDonato, François LeRoux, Ann Murray, François LeRoux, Zehava Gal, Kiri Te Kanawa, Kathleen Kaun, Stephen King, Rudolf Piernay e Shirley Verrett. ​ 

Ricardo Ballestero é Doutor em Música pela Universidade de Michigan, onde estudou Piano Colaborativo e Música de Câmara com Martin Katz. Estudou também no Westminster Choir College, onde conclui seu mestrado em Acompanhamento Vocal e Preparação para Cantores (vocal coaching) sob a orientação de Dalton Baldwin e J. J. Penna, e na Universidade de São Paulo, onde recebeu seu diploma de bacharel em piano. Foi integrante da Houston Grand Opera Studio em 2003-04. Durante seus primeiros anos de estudo no Brasil, estudou piano com Amaral Vieira, Beatriz Balzi, Yara Bernette e Gilberto Tinetti.

O clarinetista húngaro CSABA PÁLFI, nascido em Budapeste em 1987, é doutor pela Universidade Liszt Ferenc, onde estudou nas classes de Tibor Dittrich e Dr. Zsolt Szatmári. Também frequentou o Conservatório Real de Bruxelas, onde esteve sob a orientação de Hedwig Swimberghe, e particiou de masterclasses com Laura Ruíz, Michael Collins, Yehuda Gilad, François Benda, dentre outros.

Já se apresentou como solista e camerista em várias salas europeias. Como membro do Aldeburgh Winds, atuou no Festival de Aldeburgh, Inglaterra, e gravou as Sinfonias para sopros de Richard Strauss e Igor Stravinsky, álbum lançado em 2016 pela Linn Records.

É membro fundador do Weiner Ensemble, que obteve o 3º prêmio no Concurso Internacional de Música de Orlando, na Holanda, em agosto de 2016, o que levou o grupo a ser convidado para os Festivais Orlando em Kerkrade em 2016 e 2018.

Além de concertos com as principais orquestras sinfônicas húngaras, já se apresentou com a Orquestra Filarmônica da Malásia e a Orquestra Britten-Pears. Entre 2010 e 2016 foi membro da Filarmônica Zugló e, desde setembro de 2016, integra a Orquestra da Ópera Estatal Húngara.

Leciona no Departamento de Instrumentos de Sopro da Universidade Ferenc Liszt desde 2013. Já realizou masterclasses em vários países da Europa, Japão, Coreia do Sul e é convidado regular no Festival Internacional de Música de Câmara Novo Milênio.

Ballestero. Foto. Alta.jpg